22 setembro 2007

76 - Quatro amigos

O tempo havia passado para os quatro amigos. No café, relembravam os arroubos da juventude enquanto despiam com o olhar as ninfetas que passavam.

8 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

As vezes sempre, nem precisava ser dos arroubos da juventude. Eles despiam mesmo com os arroubos da segunda idade, a idade das tireoides e dos tubos de angioplastia !


Jack "Angiopata" Aré
http://courodejacare.zip.net

PS: Muito bom isso aqui, vou percevejar voce la no alagado!

12:02  
Anonymous José Pires disse...

Adorei seus contos, como já adorara «Mulheres que amo».

Parabéns por sua imaginação!
E obrigado por a partilhar.

14:28  
Blogger Solange Ayres disse...

Alo Zezé. achei que só eu escrevia curtinhos, mas achei uma que escreve ainda mais curtos que os meus "Contos Minúsculos Fantásticos".Estreei esta semana no estilo "mini". Gostei. Te achei no blogwards e vou passar por aquí de vez enquando.

04:43  
Anonymous Luís Martini disse...

Estou entrando nessa de miniconto também, descobri-os hoje. Impossível, sinceramente, ter ficado na escuridão por 30 anos. E olha que sou formado em Letras.
Escreva para mim, para que possa enviar um nanoconto que fiz.
lmartini@gmail.com

00:06  
Blogger chico pascoal disse...

legal teu site, zezé.sou também um aficcionado/praticante dos microcontos. segue meu site

http://microrelatosdocheeko.blogspot.com/

13:57  
Blogger Mariana disse...

Olá! Sou aluna de Graduação do primeiro semestre de Letras da Unicamp e estou fazendo um trabalho que consiste em uma Antologia de Mini-contos, para fins acadêmicos. Gostaria de saber se eu poderia utilizar um pouco do material disponível em seu blog - que aliás achei muito interessante! - para inserir na Antologia. Aguardo resposta. Favor enviar para o seguinte e-mail: marianagrosa@terra.com.br

Atenciosamente,

Mariana Rosa

21:01  
Blogger Cris de Souza disse...

bacana teu espaço !

16:51  
Blogger Estefani disse...

As ninfetas ao perceberem os olhares despidos, julgava-os como velhos sem vergonhas.

Parabéns pelo seu blogue... :)Muito bom seus microcontos.

Abraços.

Estefani

14:15  

Deixe seu comentário

< Página inicial